Porque Dark é uma das melhores séries que você vai assistir!

Porque Dark é uma das melhores séries que você vai assistir! E o apocalipse chegou!

E por incrível que pareça, eu não tô falando da situação mundial atual, apesar dos gafanhotos estarem chegando, mas enfim.

A série Dark estreou hoje, 27 de junho de 2020, o dia em que o apocalipse acontece na série, com sua terceira e, infelizmente, última temporada, na Netflix!

Inegavelmente, é fato que, desde sua estréia, em 2017, a série se tornou um sucesso absoluto, caindo na graça, não apenas do público, como também, da crítica mais especializada.

Comparada a Stranger Things na época, Dark consegue ser uma série única e original, e, talvez, uma das melhores de ficção científica, da década.

Também foi eleita, pelo Rotten Tomatoes, como a melhor série original Netflix.

Criada por Baran bo Odar e Jantje Friese, a série tem uma premissa bastante simples, sobre o desaparecimento de crianças, nas redondezas, de uma usina nuclear, na cidade de Widen.

Por ter o desaparecimento de uma criança e ter uma linha temporal se passando, nos anos 1980, a comparação com Stranger Things foi inevitável na época.

Todavia, a comparação para por aí!

Sem ser incompreensivo, o roteiro dos criadores da série consegue ser inteligente.

Pega elementos da cultura pop, do cyberpunk e suas vertentes, além de ter questões histórico-filosóficas e até de física.

Com tantas coisas sobre o que falar, a série facilmente cairia numa confusão, sendo difícil demais de se explicar.

Mas, os roteiristas sabem do que estão falando e possuem um controle sem igual para ordenar o caos.

É muito bem construído e detalhista, em que nada é mostrado a toa, precisando da atenção do espectador.

Com suas viagens no tempo, o roteiro poderia até dar uma derrapadinha, também. Mas, nem isso!

É tudo muito bem pensado, muito bem construído. Didático na medida certa, a série é acessível o bastante para não achar que o espectador é burro.

Querendo que entendamos, a série nunca nos subjulga, o que dá uma sensação de cumplicidade.

Ela nos instiga a criar nossas prórpias teorias, plantando as perguntas em momentos oportunos e sempre nos dando respostas.

Nada é o que parece aqui, o buraco é muito mais fundo quando nós falamos de Dark.

Com o desaparecimento das crianças, a trama até que adota um aspecto policial, de mistério, mas isso é só no primeiro episódio.

A partir do segundo, a trama cresce, se desenvolve e toma uma forma que não conseguimos parar de assistir.

É uma daquelas séries cheias de plot twists e mindblowing, não se espante se você não entender a princípio, isso é normal.

Depois, quando você para para pensar, pelo menos um pouquinho que seja, e entender, você vai ficar tipo assim:

Dark é uma série feita para se maratonar, não tem outro jeito de assistir.

Se fosse uma produção clássica de TV, com os episódios passando a cada semana, com certeza não daria certo, pois aqueles detalhes pequenos já se perderiam na nossa memória e seria difícil de acompanhar.

Dá para perceber essa opção por parte dos criadores e dá bastante certo.

Além disso, Dark é bem dark, esteticamente falando!

Bem escuro, soturno e sombrio, uma estética que é um primor, impecável!

Não é algo sombrio para te deixar com medo, apenas para transpor, na tela, o sentimento de frieza que a pequena cidade tem.

Faz lembrar até os film-noir, da velha Hollywood, além de criar esse clima de mistério, que ganha bastante força na direção.

E que direção, minha gente!!!

Tendo a mesma precisão, o roteiro e a direção são bastante seguras.

Isso porque é de Baran, um dos criadores, e isso agrega ainda mais.

Essa opção por dirigir é bem acertada, já que vemos como exatamente ele imaginou determinada cena, quais elementos ele queria enquadrado, até que posição da câmera ou movimento.

Pois então, com basicamente tudo muito bom, não tem como Dark fica melhor, né?

Então, não. Tem como ficar melhor, sim. As atuações são muito boas.

Com tanta certeza de direção, certamente seria, no mínimo, esquisito, se as atuações não fossem boas.

A série conta com um ótimo elenco, tanto mirim, quanto mais velho.

Temos bastante veteranos e atores que estão em ascenção, como Louis Hofmann, que interpreta Jonas.

Também tem a questão da escalação de atores bastante parecidos para interpretar os personagens, em diferente épocas.

A semelhança é incrível e não deixa a desejar. É muito bom quando se preocupam com esses pequenos detalhes, pois aumenta mais o valor.

Infelizmente, a série nos deixa esse ano, e esse é mais um ponto positivo.

É bom saber a hora de parar e não se tornar algo repetitivo.

Melhor acabar logo e ficar marcado como algo bom, que tem seu rítmo constante, atingindo o seu pico, do que algo repetitivo e que acaba se perdendo.

Leia também: https://enquetepop.com/2020/06/15/curiosidades-sobre-american-horror-story-que-voce-nao-sabia/

Trailer

Porque Dark é uma das melhores séries que você vai assistir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *