Abel solta o verbo sobre sua saída do Fla e comenta sobre Jorge Jesus, em entrevista exclusiva.

O ex técnico do Flamengo, Abel Braga, cedeu entrevista exclusiva, a imprensa portuguesa, no Canal11. Confira momentos da live:

A imprensa portuguesa pergunta qual lição o futebol brasileiro pode tirar, em meio a pandemia:

O maior exemplo que ele pode tirar é que o futebol tem que se tornar mais independente, precisa ser administrado de uma forma mais séria, acabou, já não comporta mais um clube com sócio.. os clubes precisam ser mais profissionais, precisam ter um dono, aí você tem como apontar o dedo, direcionar o clube, como se fosse uma empresa…eu acho que isso é a solução, porque mesmo dessa maneira, você vê grandes clubes europeus, que arrecadam milhões e milhões de euros, com redução de salário e uma série de situações, porque também estão sentindo.. aqui não, o clube vive por alguns resíduos, mas são muito pequenos, com certeza essa situação vai ter consequência na frente. Tirando Palmeiras e Flamengo, outros clubes já vinham sofrendo.

Abel comenta sobre sua passagem no Flamengo:

Não pode se discutir a qualidade do Jorge, sempre vinha de trabalhos muito bons, no Benfica, principalmente, e depois no Sport, mas a nível de Flamengo, eu posso falar muito bem, porque tinha uma equipe, até o momento que eu lá fiquei, eu saí, porque não gostei de alguns procedimentos, a maneira de um ou outro dirigente ter vindo falar comigo, não gostei, por isso me afastei, mas, naquele momento, tínhamos tudo que estávamos disputando.. no Campeonato Carioca tÍnhamos sido campeões, na primeira fase de grupo da Libertadores, nós tínhamos classificado, em primeiro lugar, no grupo de 4 , depois que passou a ter o mata a mata, coisa que o Flamengo não conseguia, há 11 anos. Na Copa do Brasil, num jogo, já de oitavas de final, nós já tínhamos passado pelo Corinthians, ganhando de 1 a 0.

Abel fala sobre Jorge Jesus:

Depois chegou Jesus, que pela capacidade que tem e pelo time que nós tínhamos, ainda recebeu o Rafinha, Marí, Felipe Luis e depois chegou o Gerson, do Roma. Então você junta um time bom que era o Flamengo com a chegada de mais quatro jogadores que passam a ser titulares e, a chegada, também, de um grande treinador, isso tudo deu liga, deu um encaixe muito grande e aquilo que vinha acontecendo, quando eu estava lá, não vínhamos jogando esse futebol, tão brilhante, vistoso, extremamente ofensivo que o Flamengo joga, atualmente, então isso tudo encaixou, futebol é assim, dá encaixe e acabou, não importa a forma que você joga taticamente… a grande verdade do futebol é a vitória.

Abel elogia Jorge Jesus:

O Jorge, aqui no Brasil, ele é unanimidade total, absoluta, porque realmente o trabalho é muito bom. Agora, não sei se esse problema do coronavírus fará ele refletir, porque está longe da família, essa coisa toda, isso é um pouco complicado, isso causa uma certa preocupação.

Leia também:

Entrevista completa de Abel Braga:

Reprodução: Canal 11

2 comentários em “Abel solta o verbo sobre sua saída do Fla e comenta sobre Jorge Jesus, em entrevista exclusiva.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *